Noticias

Metais pesados perigosos são encontrados em chocolates de marcas famosas

Um teste divulgado recentemente pela revista americana Consumer Reports traz dados alarmantes. A publicação destaca ter analisado 48 chocolates de marcas famosas e encontrado níveis “preocupantes” de chumbo e cádmio, dois metais pesados e tóxicos presentes no cacau, em um terço dos produtos analisados, nos Estados Unidos. Chocolates da Hershey’s, Nestlé e Lindt, por exemplo, apareceram nesta lista.

De todos os chocolates analisados, em 16 os cientistas verificaram quantidades elevadas de chumbo ou cádmio acima do nível que é considerado seguro pelo estado da Califórnia. Os especialistas da Consumer Reports usaram esse padrão, e não o da Food and Drug Administration, que opera como se fosse a Vigilância Sanitária (Anvisa) dos Estados Unidos. A justificativa é que “os níveis-padrão da Califórnia são os que mais protegem o consumidor”.

Entre as barras de chocolate testadas, a Perugina, da Nestlé, apresentou a maior quantidade de chumbo (539% acima do limite). Alem disso, a Evolved (vendida no mercado americano) apresentou o maior teor de cádmio (236% acima do padrão) e barra de chocolate ao leite da Lindt, que é comercializada no Brasil, teve 11% de chumbo e 13% de cádmio,acima do limite.

A Consumer Reports destaca que analisou 48 produtos diferentes em várias categorias, como cacau em pó, pedaços de chocolate, barras de chocolate ao leite e misturas para brownies, bolo de chocolate e chocolate quente.

Uma constatação dos especialistas é que os chocolates amargos apresentaram níveis mais elevados de metais pesados que o chocolate ao leite. “Mas todos os produtos que testamos tinham quantidades detectáveis ​​de chumbo e cádmio”, disse James E.

Rogers, PhD, diretor e chefe interino de testes de segurança de produtos na Consumer Reports. “Dezesseis dos 48 produtos tinham quantidades acima dos níveis de preocupação da CR para pelo menos um dos metais pesados ​​– em alguns casos, mais que o dobro do nosso limite – mas encontramos opções mais seguras em cada categoria de produtos de chocolate”, completou.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo